Quinta-feira, 12 de Março de 2009

A tua eternidade.

 

 

Não sejo o hoje
Não suspires por ontem...
não queiras ser o de manhã.
Fazes-te sem limites no tempo.
Vê a tua vida em todas as origens.
Em todas as existências.
Em todas as mortes.
E sabes que serás assim para sempre.
Não queiras marcar a tua passagem.
Ela prossegue:
É a passagem que se continua.
É a tua eternidade.
 
 (Desconhecido) 

 

publicado por id às 22:55

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Sem as ver...

. Sorri...

. Bom dia Primavera!

. Hoje saí muito cedo...

. O que me dói...

. A tua eternidade.

. sonho

. Voa, meu sonho...

. Não perdi nada

. A neve caiu...

. Nada sei.

. Quem passou...

. O caminho...

. O canto do pássaro

. Essa lembrança...

. A Borboleta e a Flor

. O Mar

. A ti Mãe

. Orvalho

.arquivos

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

.links